Angola quer investir mais de 1 Bilhão de Dólares na Indústria Têxtil

O governo de Angola tem aprovado um plano para recuperação, criação, expansão e modernização da indústria têxtil que prevê um investimento que ultrapassa a cifra de US$ 1 Bilhão. O projeto foi apresentado pelo secretário de Estado da Indústria de Angola, Kiala Gabriel, durante o evento de tomada de posse dos dirigentes da nova Associação das Indústrias Têxteis e Confecções de Angola (AITECA).

O governante adiantou que o plano passa pela criação de incentivos ao desenvolvimento do sector têxtil, e que uma das preocupações do governo angolano tem sido a de encontrar parceiros na busca de soluções para o relançamento da actividade no país.

Para a nova associação, os objectivos passam por fazer da indústria têxtil angolana um dos motores da recuperação econômica do país, apontando como exemplo os casos de Singapura, Coreia do Sul, Taiwan e Hong Kong. “Com o crescimento das indústrias têxteis esses países ficaram conhecidos como os Tigres Asiáticos. Porque não nós, os Tigres Aficados?” sugeriu a vice-presidente da associação, Lucrécia Moreira, citada pelo Jornal de Angola.

A par do apoio à indústria, promoção dos produtos e qualificação dos profissionais, a AITECA propõe-se também organizar feiras, promover eventos para ajudar o sector a tornar-se competitivo no mercado internacional.

Lucrécia Moreira aponta o fato de Angola ser um produtor de algodão de qualidade e a febre da moda africana que lidera os mercados internacionais, fatores que podem contribuir para a criação de uma marca que poderá, a curto prazo, ser exportada em quantidade considerável. “Aconselha-se a cooperação com outros países em termos de tecnologia e know-how e até o investimento estrangeiro para a instalação de fábricas”, disse também a dirigente da nova associação.

Leia a matéria completa no site do JORNAL T.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *