Presidente Bolsonaro propõem novas estratégias para o bloco além do “Mercosul 2.0” e moeda única entre os países membros

Reuniao mercosul com bolsonaro e sergio moro

Presidente Bolsonaro participa da reunião do Mercosul em Santa Fé na Argentina. Foto: Antônio Lacerda/EPA



Durante a reunião do Mercosul realizada em Santa Fé na Argentina, o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que agora acumula também a função de presidente pro tempore (rotativa) do bloco, trouxe a discussão novas estratégias para obter mais acordos de comércio livre semelhantes ao que celebrou com a União Europeia (UE) em junho, além de propor a criação de uma moeda única para o bloco e a criação do “Mercosul 2.0”.

Bolsonaro afirmou que, depois das conversações com o Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos, o encontro que começará esta segunda-feira na cidade argentina de Santa Fé deve ser uma “celebração” do pacto com a UE, mas também para olhar para o futuro.

“Será um encontro fantástico”, assegurou o brasileiro numa entrevista ao diário argentino Clarín, manifestando a intenção de alcançar alianças “com a maior quantidade de blocos e países do mundo”.

A cimeira que decorrerá na Argentina será a primeira desde que foi fechado em Bruxelas, a 27 de junho, o histórico acordo de associação entre sul-americanos e europeus.

O Mercosul viu a sua agenda revitalizada com esta parceria, uma lufada de ar fresco face à insatisfação perante as escassas conquistas comerciais do bloco sul-americano.

Leia a matéria completa no site do JORNAL OBSERVADOR.PT.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *