Turismo e hotelaria aumentem em Portugal em 2019

Torre de Belem em Lisboa cidade mais Cool da europa

Torre de Belém em Lisboa



Nos últimos anos, Portugal tem sido o palco de todas as atenções. A WebSummit e a Eurovisão trouxeram atenção, mas também o crescimento econômico. O setor do Turismo e do Lazer são os que mais cresceram com o conhecimento que Portugal ganhou no exterior.

Este aumento gerou confiança para a abertura de novas unidades hoteleiras e para a expansão das redes mais conhecidas. Ainda assim, é um setor que precisa ultrapassar desafios em relação à profissionalização, porque com o aumento do turismo é expectável que o serviço oferecido seja personalizado.

A diretora da Hays Portugal, Sandrine Veríssimo. revela que “o setor do turismo e de lazer é capaz de sofrer uma pressão salarial, tendência registada no ano passado, pela escassez de perfis altamente qualificados para um mercado que precisa de ir ao encontro das necessidades e exigências dos turistas”. Os estudos que têm sido realizados dentro deste setor, apontam que a trajetória será semelhante há do ano passado, pela boa imagem do país como destino turístico e pela continuação da organização de grandes eventos como a Eurovisão e a WebSummit, esta última que já anunciou que ficará em Portugal por mais dez anos.

O dinamismo, a abertura ou renovação das unidades hoteleiras em Portugal justifica os perfis mais solicitados para o presente ano: Sales Manager, Sales Executive, Sales Director, Revenue Manager, Diretor Geral de Operações, Digital Marketing Manager e Chefes de Cozinha.

Num inquérito realizado pela Hays, os inquiridos apontam que a oferta salarial (84%), o bom ambiente de trabalho (70%), plano de carreira (59%), cultura empresarial (57%) e a solidez financeira (57%) são as mais-valias que um emprego na área da hotelaria pode oferecer. Os inquiridos apontam que o seguro de saúde (66%), a flexibilidade de horários (59%) e a formação/certificação (57%) são os melhores benefícios que podem encontrar num futuro emprego na área do turismo.

Leia a matéria completa no site da AICEP Portugal Global.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *