Paraná tem a melhor indústria de base florestal do Brasil

Paraná é o estado brasileiro que melhor representa a indústria de base florestal do Brasil, pois concentra 11,4% da base florestal do Brasil e possui um dos parques industriais mais diversificados do setor em todo o Brasil. Além das madeireiras, o Estado tem indústrias de todos os segmentos, como papel, celulose, embalagens e artefatos. É o Estado que melhor representa a pluralidade deste setor. A informação é de Elizabeth Carvalhaes, presidente da Indústria Brasileira de Árvores (IBA), entidade que reúne as indústrias de base florestal de todo o País.

A presidente da IBA destacou o fato de o Paraná ter florestas de pinus e eucalipto, “o que não é comum”. Além de ter “um importante segmento de papel e celulose e um importantíssimo segmento de painéis de madeira, sendo, portanto, a melhor representação da cadeia produtiva do setor”. Carvalhaes lembrou os importantes investimentos que o Estado tem recebido no setor e fez referência especificamente à nova unidade da indústria Klabin, inaugurada em Ortigueira, em 2016. “Trata-se da fábrica mais moderna de celulose do mundo”. Segundo ela, esta nova planta industrial foi a responsável pela mudança do posicionamento do Brasil no mercado mundial. “Com esta nova unidade, o Brasil passou de quarto para segundo lugar na exportação de celulose, superando a China e o Canadá”, informou.

De acordo com dados da IBA, as indústrias do setor em todo o Brasil faturaram R$ 70 bilhões em 2016. É um dos cinco setores mais importantes da economia brasileira, respondendo por 6% do PIB do País. No mesmo evento, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Papel Ondulado (ABPO), Eduardo Brasil, destacou dados do segmento informando que há sinais de recuperação com um crescimento de 5,3% em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês de 2016.

O estudo revela que cerca de 70% dos empresários do setor de Papel, Celulose, Embalagens e Artefatos planejam investir nos próximos três anos no Paraná. A maior parte dos investimentos será direcionada à melhoria do processo produtivo e à modernização e manutenção do parque fabril. As indústrias pretendem investir também na qualificação de mão de obra e ampliação das estruturas.

O setor reúne 470 indústrias no Paraná. Elas atuam nos segmentos de papel, celulose, embalagens e artefatos de papel (como guardanapo e papel higiênico por exemplo). São 22 indústrias do segmento celulose; 45 do segmento papel e as demais de embalagens e artefatos. As 470 indústrias respondem por 12% do valor da produção nacional, correspondendo a R$ 8,3 bilhões. Juntas, estas indústrias geram 22 mil empregos, que representam mais de R$ 423 milhões em salários.

Leia a matéria completa no site da AGÊNCIA FIEP.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *