OMC aponta Brasil como o país que mais adotou medidas para facilitar o comércio em 2017

Depois de passar por Rússia, Noruega e Israel, onde buscou parcerias para beneficiar a indústria, o comércio e os serviços brasileiros, o ministro Marcos Pereira reuniu-se hoje, em Lisboa, com o ministro da Economia de Portugal, Manuel Caldeira Cabral. Um dos primeiros assuntos da pauta foi a publicação, na sexta feira 30/06/2017, pela Organização Mundial do Comércio (OMC), de um informe destacando que entre os países do G-20, o Brasil foi o que mais adotou medidas para facilitar o comércio em 2017.

“Este é o resultado do nosso trabalho e mostra que estamos no caminho certo. Há muita disposição do governo brasileiro de avançar nos temas de cooperação internacional e facilitação de comércio. E o fato de estarmos aqui é uma prova disso”, afirmou Marcos Pereira.

“Um dos nossos maiores objetivos agora é finalizar o Acordo Mercosul-União Europeia. Já percebemos uma mudança de disposição neste sentido. Teremos reunião dos ministros do Mercosul com Cecília Malmström, comissária de Comércio da UE, na próxima semana, para discutir esse assunto, e estou bastante otimista”, declarou.

Portugal é um dos maiores aliados do acordo Mercosul-União Europeia. Por isso, o ministro Marcos Pereira agradeceu o apoio ao ministro português e reafirmou a importância da posição de Portugal para que as negociações avancem com celeridade.

O ministro Marcos Pereira também reforçou o interesse brasileiro em conhecer as medidas que o governo português está tomando para desenvolver sua política de indústria 4.0. A estratégia portuguesa foi lançada no início de 2017. Com a implementação, estima-se que o investimento em digitalização da indústria em Portugal supere os 2,2 bilhões de euros, com retorno esperado na economia de 4,5 bilhões de euros. Grande parte dos recursos virá das empresas, seja de setores industriais consolidados ou de startups.

Antes da reunião, na sede ministério da Economia de Portugal, os dois ministros visitaram, com o secretário João Vasconcelos (Indústria), o Second Life, no Mercado da Ribeira, um espaço colaborativo com 150 empresas, a maioria da área de tecnologia e startups.

Além disso, vale ressaltar que entre janeiro e maio de 2017, a corrente de comércio entre Brasil e Portugal somou US$ 675 milhões, aumento de 29,1% em relação ao mesmo período de 2016, quando havia registrado US$ 523 milhões. No período, as exportações brasileiras para Portugal aumentaram 42,1% em relação aos cinco primeiros meses de 2016, tendo passado de US$ 282 milhões para US$ 401 milhões.

As importações brasileiras de Portugal, por outro lado, apresentaram crescimento de 13,8%, tendo aumentado de US$ 241 milhões para US$ 275 milhões. No acumulado do ano, a balança comercial com Portugal registra superávit de US$ 126 milhões para o Brasil, aumento de 215% em relação ao superávit US$ 40 milhões registrado no mesmo período de 2016.

Leia a matéria completa no site do Ministério Brasileiro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *