Nasce a Rede de Engenheiros e Arquitetos de Língua Portuguesa

Forum de Engenharia e Arquitetura Lingua Portuguesa

Foto: Diário Imobiliário



“Projecto Engenharia e Arquitectura no Mundo” acaba de lançar a primeira rede Rede de Engenheiros e Arquitetos de Língua Portuguesa.Trata-se de uma plataforma eletrônica própria que servirá para a partilha de conhecimento e de informações.

A Rede de Associações de Consultores no Espaço de Língua Portuguesa, é constituída por Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. O nascimento formalizou-se no Porto, no decorrer do seminário de balanço do “Projecto Engenharia e Arquitectura no Mundo”.

“O mundo lusófono da consultoria de engenharia, arquitetura e ambiente vai estar, pela primeira vez, junto, numa rede que servirá para que as empresas destes sete mercados possam aprender umas com as outras, ajudando-as a evoluir e sobretudo para que, em conjunto, possam detectar oportunidades de crescimento” afirma Jorge Meneses, presidente da APPC. “Este era um sonho antigo que agora se cumpre com a criação da rede e de uma plataforma eletrônica própria que servirá para a partilha de conhecimento e de informações relevantes”, conclui.

Portugal, através da Associação Portuguesa de Projectistas e Consultores (APPC) incentivou a criação desta rede e do cumprimentos de outros objetivos do projeto, como a realização de estudos de perfis de mercados emergentes de alto potencial como Argentina, Colômbia, Marrocos, México e Peru); a promoção do setor junto das multilaterais financeiras; a criação de uma plataforma informática de fornecimento de conteúdos e ainda suportes de comunicação, como um filme sobre as realizações do setor.

Co-financiado no âmbito do Compete 2020, implementado pela Associação Portuguesa de Projectistas e Consultores (APPC) este projeto visa apoiar a internacionalização do setor empresarial da consultoria de engenharia, arquitetura e ambiente, através da capacitação das pequenas e médias empresas (PME), para aumentar as exportações de serviços e, simultaneamente, aumentar a notoriedade do setor no exterior.

Leia a matéria completa no site do Diário Imobiliário.PT.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *