Marco da navegação portuguesa levado por Diogo Cão retornará a Namíbia

Marco Portugues de Diogo Cao

Marco de navegação Português levado à África por Diogo Cão (Foto: © Museu Histórico Alemão)




Foi há mais de 500 anos atrás que o navegador português Diogo Cão colocou na costa central da Namíbia um marco de navegação (foto acima) que ergue o escudo de Portugal.

O marco possui cerca de dois metros de altura e mais de 350 quilos, esse monumento deu àquela zona o nome de Cabo da Cruz e marcou o período das grandes navegações portuguesas. A cruz tornou-se tão conhecida que até surgia em mapas antigos daquela área.

De acordo com a BBC, a ministra da cultura alemã Monika Gruetters anunciou que o museu irá devolvê-lo à Namíbia depois de ter sido levado durante a era colonial e ter permanecido por diversos anos sob a alçada do Museu Histórico Alemão.

Quando a área onde Diogo Cão deixou a cruz de pedra se encontrava sob controlo colonial alemão, na década de 1890, o marco foi levado pela Alemanha e, assim, transferida para a Europa.

Em 2017 a namíbia pediu o retorno do monumento e na sexta-feira dia 17 de Maio de 2019 o museu de Berlim concordou formalmente com o pedido. Dessa forma, o padrão de calcário deverá ser devolvido à Namíbia em agosto.

Além disso, a Alemanha comprometeu-se devolver os artefatos e os restos humanos às suas antigas colònias, o que a ministra Monika Grütters acredita ser “um claro sinal de que (o país) está comprometido em aceitar o passado colonial”.

Leia a matéria completa no site do DIÁRIO DE NOTÍCIAS.PT.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *