Itaipu é incluída na lista de melhores projetos governamentais do mundo

Usina de Itaipú=Paraná-Brasil

Ao lado de iniciativas como o Euro, a Arpanet e o Protocolo de Quioto, a Itaipu Binacional foi eleita um dos dez projetos governamentais mais importantes dos últimos 50 anos pelo Project Management Institute (PMI), juntamente com o sistema de Transporte Público de Curitiba. A usina também ficou entre os dez projetos mais relevantes na área de energias renováveis. A divulgação das listas de nomeados aconteceu na manhã da segunda-feira 07 de Outubro de 2019, por meio do site da Project Management Institute (PMI).

O objetivo da lista de Projetos Mais Influentes é aumentar a conscientização sobre o impacto positivo que o trabalho realizado por meio de projetos teve no mundo. A lista também faz parte da comemoração dos 50 anos do Instituto.


Mais de mil projetos foram avaliados por um grupo de 400 líderes na comunidade global de gerenciamento de projetos, incluindo integrantes do instituto, acadêmicos e especialistas do setor, para determinar a lista dos 50 projetos mais influentes e os 10 mais influentes em 14 categorias.

“Esse reconhecimento reflete o incrível progresso que fizemos na profissão de gerenciamento de projetos e demonstra como o tecido do nosso mundo foi moldado e continua sendo moldado pelo trabalho duro de dar vida às ideias”, disse Sunil Prashara, presidente e CEO do PMI. “Esta lista demonstra a visão do PMI de como a excelência na execução do projeto será fundamental para enfrentar os desafios e as oportunidades do amanhã”.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, “fazer parte desta lista tão concorrida é uma grande satisfação para Itaipu, que vem aprimorando seus processos de governança levando em consideração os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência”.

Confira abaixo os projetos escolhidos nas categorias Governamental e Energias Renováveis.

Top 10 – Projetos Governamentais

  1. Iniciativa do Cinturão e Rota (China)
  2. Euro (União Europeia)
  3. ARPANET (Estados Unidos)
  4. Aadhaar (Índia)
  5. Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (União Europeia)
  6. Transporte Público de Curitiba (Brasil)
  7. e-Estonia (Estônia)
  8. Operação Dilúvio (Índia)
  9. Protocolo de Quioto
  10. Itaipu Binacional (Brasil e Paraguai)

Top 10 – Energias Renováveis

  1. Parque Eólico Off-Shore de Vindeby (Dinamarca)
  2. Parque Solar de Tengger (China)
  3. Reserva de Energia de Hornsdale (Austrália)
  4. Protocolo de Quioto
  5. Complexo Solar de Noor Ouarzazate (Marrocos)
  6. Usina Geotérmica Hellishedi (Islândia)
  7. Usina Elétrica Maremotriz Sihwa Lake (Coreia do Sul)
  8. KivuWatt (Ruanda)
  9. Parque Eólico Off-Shore Walney Extension (Grã-Bretanha)
  10. Itaipu Binacional (Brasil e Paraguai)

Leia a matéria completa no site da Itaipu Binacional.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *