Instituto Camões e FLAD assinam acordo para reforçar a língua e cultura portuguesas nos EUA

Portugal e EUA bandeiras

Durante o Dia Mundial da Língua Portuguesa o Instituto Camões e Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) assinaram “um novo protocolo de cooperação para reforçar o estudo, ensino e investigação da língua e cultura portuguesas nos Estados Unidos da América e aumentar o acesso à programação e avaliação curricular em língua portuguesa”.

“O objetivo é ter mais docentes, estudantes e investigadores da língua e cultura portuguesas nos EUA”, lê-se na nota.

Segundo o Camões, o ensino do português nos Estados Unidos conta com 18.627 alunos no ensino básico e secundário e 1.595 estudantes no ensino superior, apoiados por 386 e 18 docentes, respectivamente.

Este ensino registrou um crescimento de 100% nos últimos 10 anos e a sua importância reflete-se “na sua acreditação como língua de acesso ao ensino superior, através do exame National Examinations in World Languages (NEWL) em português”.

De acordo com o Camões, o protocolo agora firmado pressupõe a promoção conjunta do NEWL em português, em parceria com os American Councils for International Education, que creditam as aprendizagens de língua portuguesa para acesso ao ensino superior nos EUA”.

“Para aumentar o número de alunos inscritos no exame NEWL em português, serão financiados os custos de participação dos alunos luso-descendentes”, refere-se no acordo.

Serão desenvolvidos “programas de formação de professores de língua e cultura portuguesas”, através da Coordenação de Ensino Português no Estrangeiro (EPE) que o Camões mantém nos Estados Unidos.

O protocolo prevê ainda a doação de materiais pedagógicos para o ensino da língua portuguesa nos Estados Unidos.

Leia a matéria completa no site do SAPO.PT.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *