Indústria paranaense produz 70% da fécula de mandioca do País

Fecula mandioca

O Paraná é o maior produtor brasileiro de fécula de mandioca. O Estado ocupa a segunda colocação na produção da raiz, atrás apenas do Pará. Mas está localizado aqui o maior e mais moderno parque industrial de fécula e de farinha de mandioca do Brasil.

Dando continuidade à série de reportagens que apresenta os produtos feitos no Paraná, vamos conhecer a produção e a industrialização de mandioca no Estado. O cultivo da raiz é um dos maiores geradores de mão de obra no campo, já que a colheita é quase toda manual. A concentração da produção está sobretudo no Noroeste, abrangendo também as regiões Oeste e Centro-Oeste.

Methodio Groxko, técnico do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento, explica que em 2019 o Brasil produziu 509 mil toneladas de fécula de mandioca, sendo 70% proveniente do Paraná.

A produção da raiz, lembra Groxko, se expandiu depois da geada negra de 1975. “Com as plantações de café dizimadas, havia muita terra e muita mão de obra disponível. Foi assim que a cultura da mandioca ganhou força no Estado”, explica.

De acordo com dados do Sindicato da Indústria de Mandioca do Paraná (SIMP), hoje existem cerca de 50 fábricas de fécula, que normalmente têm outros produtos, como a farinha e a tapioca.

Leia a matéria completa no site da AEN – Agência de Notícias do Paraná.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta