Índice Mastercard mostra Portugal entre os TOP 10 países no ranking mundial de mulheres empresárias

Mulheres nos negócios

No Top 10 dos 58 Mercados mercados analisados no resultado da 3ª edição do Índice Mastercard de Mulheres Empresárias quanto à percentagem de mulheres proprietárias de empresas entre todos os proprietários de negócios estão os seguintes países:

  1. Uganda – 38,2%
  2. Gana – 37,9%
  3. Botsuana – 36,0%
  4. Estados Unidos – 35,1%
  5. Nova Zelândia – 31,8%
  6. Rússia – 31,2%
  7. Malawi – 31,1%
  8. Austrália – 30,9%
  9. Angola – 30.3%
  10. Portugal – 30.2%

O Índice Mastercard deste ano revela que as empresárias estão a abrir negócios mais rapidamente do que nunca e com esta análise fez o mundo conhecer os países com melhor ambiente para as mulheres empresárias prosperarem.

Com base em dados públicos de organizações internacionais, incluindo a Organização Internacional do Trabalho, a UNESCO e o Global Entrepreneurship Monitor, o Índice Mastecard acompanha o progresso e a realização profissional das mulheres empresárias e proprietárias de negócios em 58 países (representando quase 80% da força de trabalho feminina do mundo) em três níveis: progressão das mulheres ao nível empresarial; recursos financeiros e de aprendizagem; e condições de apoio empresarial. Os resultados reafirmaram que as mulheres fazem mais negócios e têm maiores taxas de participação como força de trabalho em mercados abertos e dinâmicos, onde o apoio às PMEs e a facilidade de fazer negócios são elevados. É também nestes mercados que as mulheres são mais propensas a participar em programas acadêmicos e de formação, e a procurar recursos e serviços financeiros para o desenvolvimento da sua atividade.

Dos 20 principais mercados do ranking, 80% são economias de elevado rendimento, onde as condições empresariais são altamente favoráveis. É o caso dos Estados Unidos, que lidera o ranking pela primeira vez, e da Nova Zelândia, que caiu este ano para segundo lugar. Portugal ocupa a 18ª posição com 64,2%, ligeiramente atrás da vizinha Espanha que, neste índice, ocupa a 16ª posição (64,5%).

Top 10 dos 58 Mercados para mulheres empresárias, com maiores condições e oportunidades para prosperarem:

  1. Estados Unidos – 70,3%
  2. Nova Zelândia – 70,2%
  3. Canadá – 69,0%
  4. Israel – 68,4%
  5. Irlanda – 67,7%
  6. Taiwan- 66,2%
  7. Suíça -65,8%
  8. Singapura – 65,6%
  9. Reino Unido – 65,6%
  10. Polónia – 65,1%

Dos 58 mercados, 8 mercados subiram mais de 5 posições em comparação com as pontuações do ano anterior, incluindo a França (+22 posições), impulsionada por um aumento quase duas vezes no índice de empreendedorismo feminino, seguida pela Indonésia (+13) , Costa Rica (+11), Taiwan (+9), Irlanda (+7), Rússia (+6), Tailândia (+5) e Gana (+5).

O Índice Mastercard também sugere que as oportunidades de empreendedorismo não estão necessariamente alinhadas com o crescimento ou desenvolvimento de um país. Nações com menores condições de apoio, como o Uganda, o Gana e o Botswana, estão entre os três principais países onde existem as maiores taxas de mulheres proprietárias de negócios, por comparação com as mais desenvolvidas.

Leia a matéria completa no site da AICEP Portugal Global.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *