E.U.A. se juntará ao grupo lusófono como observador associado – Nações Unidas

EUA e CPLP

De acordo com o Embaixador português Francisco Ribeiro Telles, secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o Departamento de Estado dos E.U.A. formalizou um pedido aos Estados Unidos para se juntar ao grupo lusófono como observador associado.

A informação divulgada pelo UN News nas Nações Unidas, em Nova York, acrescenta que o pedido do Departamento de Estado dos E.U.A. também tem o objetivo de aproximar os E.U.A. (Estados Unidos da América) da diáspora lusófona na América, que inclui principalmente brasileiros, cabo-verdianos e portugueses.

O Embaixador Francisco Ribeiro Telles se encontrou com o Secretário-geral das Nações Unidas (ONU) António Guterres, que reiterou o seu compromisso com o multilinguismo e expressou a “a prontidão da ONU em trabalhar estreitamente com a CPLP em áreas de interesse comum.”

Criada em 1996, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) representa a comunidade de nações onde o português é a língua oficial, estima-se que inclua 240 milhões de pessoas. Os oito Estados-membros são: Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Saiba quais são os atuais observadores associados da CPLP.

Tradução do inglês:Adriano Fonseca, Vice-Presidente da CCBP-PR

Leia a matéria completa no site da PAJ – Portuguese American Journal (Notícia original em Inglês).

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *