Acordo para colaboração na mobilidade elétrica é assinado entre Brasil e Portugal

Logo mobi_me

O CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, de Portugal e o CEPEL – Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Grupo Eletrobras), do Brasil, assinaram na quarta-feira 29 de maio de 2019, que coincidiu com o Dia Mundial da Energia, um acordo de cooperação técnica, de pesquisa, de desenvolvimento e inovação nas áreas da energia elétrica, mobilidade elétrica, mobilidade sustentável e serviços relacionados.

Esta assinatura decorreu no CEiiA, em Matosinhos, e contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade de Portugal, José Mendes e do Vice-Ministro de Minas e Energia do Brasil, Reive Barros dos Santos.

Esta colaboração técnica com o foco na mobilidade elétrica como um serviço, tem por base a plataforma mobi.me, desenvolvida pelo CEiiA e que liga veículos e infraestruturas, para integrar diferentes sistemas de informação e promover a sustentabilidade, oferecendo respostas abrangentes às necessidades dos utilizadores, operadores e autoridades municipais, e o SAGE – Sistema Aberto de Gestão de Energia, desenvolvido pelo CEPEL, que permite a supervisão, controlo e gestão de energia a sistema elétricos de grande porte.

A descarbonização das cidades, através da eletrificação da mobilidade, será também um dos focos da colaboração, e permitirá demonstrar e testar a Plataforma AYR, no Brasil, que tem por base a quantificação, valorização e transação de emissões de carbono evitadas, recompensando comportamentos mais sustentáveis dos cidadãos.

Para José Rui Felizardo, CEO do CEiiA “esta parceria vem, por um lado consolidar a importância do mercado Brasileiro para o CEiiA, mas principalmente colocar duas entidades de referência internacional do setor elétrico e da mobilidade sustentável, a desenvolverem e implementarem soluções que permitam uma mobilidade urbana mais sustentável e uma indústria neutra em carbono. Sendo o Brasil, uma referência no mix energético de base renovável, esta parceria, seguramente irá promover soluções que induzam eficiência das redes elétricas, mas também promover comportamentos sustentáveis por parte dos cidadãos e das indústrias, através da quantificação, valorização e transação do CO2 evitado com a mobilidade”.

Já Amílcar Guerreiro, diretor presidente do CEPEL afirma que “a ligação com o CEiiA vai permitir alargar as suas áreas de competência, nomeadamente na mobilidade elétrica, assim como potenciar as suas capacidades no desenvolvimento de sistemas elétricos em tempo real, utilizados na supervisão e controlo de redes de grande porte, como o Sistema Interligado Nacional do Brasil”. O dirigente do CEPEL afirma também que “com esta parceria, Portugal e o Brasil poderão ser referência mundial na implementação de um sistema de gerenciamento de redes de mobilidade elétrica e de recompensa de comportamentos sustentáveis, por parte dos cidadãos, a uma escala continental”.

Leia a matéria completa no site da AICEP Portugal Global.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *