Portugal vence ITB Earth Award como exemplo de destino sustentável

ITB_Berlin_Logo

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “este prêmio reconhece a importância da Estratégia Turismo 2027 que aprovamos em 2017, e que se norteia por metas de sustentabilidade ambiental, social e econômica, bem como dos programas que implementamos para que o Turismo seja uma atividade com um impacto cada vez positivo nos territórios e nos residentes”.

Não obstante a ambição do Governo em “afirmar Portugal como um dos destinos turísticos mais sustentáveis do mundo e este prêmio é mais uma peça nesse caminho”, ainda “temos muito trabalho pela frente e este prémio dá-nos ainda mais força para continuar”.

Atribuído pela ITB Berlim e pela Green Destinations, fundação sem fins lucrativos que visa o turismo sustentável, o ITB Earth Award vem somar-se aos prêmios internacionais já conquistados por Portugal no âmbito da sustentabilidade.

Os princípios do turismo sustentável e os objetivos de desenvolvimento sustentável estão prioridades da Estratégia Turismo 2027, elaborada pelo Governo, que define metas específicas em cada um dos três pilares do desenvolvimento sustentável: econômico, social e ambiental.

Em termos econômicos, Portugal pretende atingir 80 milhões de dormidas até 2027, aumentando a procura turística por todo o país e duplicando as receitas do turismo. Os objetivos no plano social passam por ampliar a atividade turística o todo o ano, reduzindo a sazonalidade para 33,5%.

Pretende-se ainda aumentar as qualificações do ensino secundário e pós-secundário no turismo até atingir 60% dos colaboradores no sector e garantir que 90% dos residentes em zonas turísticas consideram positivo o impacto do turismo no seu território.

A nível ambiental, as metas da Estratégia Turismo 2027 são garantir que nove em cada 10 empresas do país adotem medidas eficientes de gestão de energia, água e resíduos.

Esta estratégia tem vindo a ser implementada através de várias ações, das quais se distingue o Programa Valorizar, concebido para estimular uma distribuição mais equilibrada da procura turística, reduzir a sazonalidade e gerar valor e emprego em todo o país, que no total, já apoiou mais de 500 projetos por todo o país, num investimento superior a 100 milhões de euros.

Alinhadas com esta estratégia, o Turismo de Portugal desenvolveu também um conjunto de iniciativas para medir a sustentabilidade, que podem ajudar a gerir adequadamente os destinos turísticos.

Uma delas é o desenvolvimento de uma rede de observatórios regionais de turismo sustentável, que apoiam a gestão de destinos turísticos a nível regional e local, integrados na Rede INSTO (International Network of Sustainable Tourism Observatories) da Organização Mundial do Turismo, e apoiados por um sistema de indicadores turísticos sustentáveis.

Leia a matéria completa no site da AICEP Portugal Global.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *